Equilíbrio entre vida pessoal e profissional é possível?

equilibrio-vida-pessoal-e-profissional

Viver uma vida equilibrada, conjugando a vida pessoal e profissional é uma das nossas maiores ambições enquanto mulheres do Séc. XXI. No meu caso, sinto que representa um constante malabarismo para encontrar o equilíbrio entre vida pessoal e profissional e ainda assim ter tempo de qualidade para mim e para a minha família.

Alcançar o equilíbrio em todas as áreas, sermos bem sucedidas profissionalmente, termos uma vida pessoal rica e gratificante, e termos tempo para nós, para desfrutarmos do nosso descanso ou investirmos numa actividade que nos dê prazer. Este é o objectivo! Por isso, partilho 6 dicas para encontrar equilíbrio entre a vida pessoal e a vida profissional

6 Dicas para equilibrar a vida pessoal com a vida profissional

1 – Criar um “horário de funcionamento” semanal

Para que consigas chegar a todo o lado, sem esforço e sem sentires pressão, o planeamento é essencial. Escolhe as áreas que tens activas na tua vida (por exemplo, profissional, familiar, doméstica e pessoal), e distribui-as com tempos predefinidos diária e semanalmente.

Tranca a tua agenda especialmente o tempo (pelo menos uma hora diária) para o teu auto-cuidado de forma a não caíres na tentação de não cumprir. Assim, é também visível a quantidade tempo que tens atribuída a cada área de forma a que estejam em equilíbrio e que não se sobreponham. 

2 – Estabelecer prioridades

Evidente que vai sempre haver áreas e tarefas prioritárias. Nem tudo tem a mesma importância, ou urgência. Utiliza, por exemplo, a matriz  Eisenhower para teres uma noção mais clara  e evidente do que é de facto urgente, o que é para eliminar, o que é para agendar ou delegar. Vais respirar de alívio depois de organizares assim a tua agenda.

3 – Definir limites pessoas e profissionais

Parece que não, mas definir os teus limites pessoais e familiares é das coisas mais importantes que tens a fazer. Quando não temos a noção dos nossos limites, corremos o risco de cair constantemente no erro de nos atolarmos de tarefas e prioridades que se atropelam sem respeito por aquilo que e por quem somos. Aprender a dizer que não, aprender a valorizar os nossos inegociáveis é um processo que depois de conhecido já não vamos querer dispensar das nossas vidas.

4 – Auto-cuidado

Sou uma das pessoas que mais defende o auto-cuidado como uma prática vital para a manutenção do nosso equilíbrio e bem-estar. Dormires horas suficientes, alimentares-te de forma nutritiva, beber água, meditar, exercitar o corpo deverão ser uma prioridade individual que não deverá ceder a nenhum imprevisto nem obrigação. É assim que os níveis da nossa energia vital se mantém constantes e elevados.

5 – Tempo de qualidade pessoal e familiar

Não dá para estar a brincar com as crianças ou estar num jantar romântico e continuar a atender as chamadas de telefone, os whatsapps, ou os mails do trabalho (sejas tu colaboradora por conta de outrém ou trabalhes para ti mesma).

É imperioso que cries espaço nos teus dias para a tua família, para o romance e lhes dês a devida importância de forma a que esse espaço não seja abalroado por outras “urgências”. Para tudo há um tempo e o nosso equilíbrio só se encontra quando esses tempos estão identificados e são vividos com respeito e serenidade.

6 – Pedir ajuda e delegar

Há pouco quando falei na matriz  Eisenhower mencionei o verbo delegar como uma das hipóteses na gestão das nossas tarefas do dia-a-dia. Focar a nossa energia naquilo que gostamos mais de fazer vai permitir que haja uma série de tarefas que podem ser delegadas para que não nos dispersemos e para que não percamos tempo.

Pode ser menos fácil ao início, pedir ajuda, contudo, quando percebemos e assumimos que não temos de ser perfeitas em tudo e que precisamos de ajuda é quando tomamos de facto as rédeas da nossa vida, rumo ao equilíbrio e à vida abundante.

Para mim e para os meus clientes e alunos, estas seis formas de equilíbrio são essenciais para que te sintas inteira e presente em todas as dimensões da tua vida. Sem esforço e sem teres a permanente sensação de te estares a levar ao limite constantemente.  É possível sim teres profissão, sucesso e ao mesmo tempo desfrutares de uma vida pessoal igualmente bem sucedida e abundante. Basta que coloque nisso o teu foco e atenção! 

Lembra-te: todas as mudanças se iniciam com a mudança de mindset! Poderás gostar também destas 6 dicas para aprender a gerir as emoções. Para mais dicas, segue-me no Instagram @adeliciosaartedeser

Compartilhe :)

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

Leia mais...

Os 8 benefícios do journaling

Como é que esta prática simples te pode ajudar a superar desafios pessoais? Sem saber, toda a minha vida fiz journaling. De forma mais ou